Fique a par das últimas notícias e updates

Para mais informações e desenvolvimentos, entre em contato connosco

%PM, %09 %592 %2015 %13:%Dez.

Já começou o estudo Geológico para o Projeto Our Dream Village.

O pontapé de saída para o estudo geológico do Projeto Our Dream Village foi dado no último sábado, 28 de Novembro de 2015. Uma equipa constituída por geólogos Norte Americanos e Nepaleses viajou até às vilas destruídas no concelho de Tatopani, distrito de Sindhupalchowk, em plenos Himalaias. O objetivo do estudo é analisar o efeito das derrocadas e deslizamentos de terras que ocorreram após o terramoto de 25 de Abril de 2015 e fazer uma avaliação dos novos possíveis locais para reconstruir.

No dia 28 de Novembro de 2015, uma equipa de geólogos liderada pelo Dr. Robert Burke da ONG Engenheiros Sem Fronteiras e pelo Dr. Danda, presidente da Sociedade de Geologia do Nepal, viajaram até às vilas destruídas pelo terramoto de 25 de Abril de 2015, situadas em plenos Himalaias no distrito de Sindhupalchowk. As mesmas vilas onde moravam os atuais habitantes do Campo Esperança.

O estudo no terreno durou 6 dias. Durante este período a equipa focou-se em identificar e analisar quais os fatores geológicos que poderão afetar a reconstrução das novas vilas, como por exemplo possíveis deslizamentos de terras futuros ou ameaças decorrentes das monções e cursos de água. Entre outros, recolheram-se amostras do solo e também foram implementadas estacas de bambu em pontos críticos, de modo a averiguar e os solos ainda estão em movimento.

A Associação Obrigado Portugal fez-se representar por Lourenço Macedo Santos, Pedro Queirós, Maria da Paz Braga e Francisca Bastos. Os habitantes locais receberam toda a equipa com grande hospitalidade e providenciaram comida e alojamento para toda a gente.

De acordo com Sangita Shreshta, Presidente da Fundação Dwarikas e líder do projeto Our Dream Village, “Este estudo geológico é o primeiro passo para a concretização do sonho de reconstruir as casas, estradas e outros edifícios que se encontram destruídos nas vilas de Tatopani. Trata-se de uma oportunidade única para o futuro do Nepal, pois a reconstrução do país deverá ser feita em áreas consideradas seguras pelas autoridades competentes. Os Engenheiros sem Fronteiras e a Sociedade Nepalesa de Geologia são parceiros neste projeto e temos que lhes agradecer profundamente o seu envolvimento nesta causa.”

Os resultados e conclusões do estudo serão apresentados em breve.

 

Informação Adicional

  • Author: Pedro Queirós, Diretor Associação Obrigado Portugal
banner bottom 02

A sua ajuda é fundamental! Saiba aqui como ajudar